sexta-feira, 8 de fevereiro de 2008

Desejo e Reparação


Assisti no cinema ao filme Desejo e Reparação (2007) de Joe Wright, uma co-produção entre Inglaterra e França. Estava com muita saudade de ir ao cinema e fui com a minha mãe, queria ver pelo menos um dos filmes que concorrem ao Oscar deste ano. Eu e minha mãe gostamos muito de Desejo e Reparação, é muito bonito e traz um roteiro muito complexo baseado na obra de Ian McEwan. A edição de Paul Tothill é impecável, a história vai se desenrolando em pedaços, com retornos aos fatos, com outros olhares de outros personagens, com outras perspectivas.

Atonement é ambientado na Inglaterra em 1930, um pouco antes da Segunda Guerra Mundial. No início mostra um dia de uma família abastada inglesa que vai receber o filho que foi estudar fora, um amigo e convidam o filho da criada da casa para participar. Uma menina de 13 anos é apaixonada pelo filho da criada e fica enraivecida de ver que sua irmã nutre algum romance com o rapaz e parece ser correspondida. Há então uma sucessão de maldades juvenis, típicas da idade, com conseqüências desastrosas. E inclusive a má-compreensão no passado da crueldade de crianças e adolescentes que encontram seus primeiros obstáculos. Cinco anos depois estoura a guerra.

O elenco é excelente, estão incríveis Keira Knightley e James McAvoy. E são ótimas as atrizes Saoirse Ronan e Romola Garai que interpretam a jovem causadora de todos os males. Quem a interpreta na velhice é Vanessa Redgrave. Alguns outros do elenco são: Juno Temple, Gina McKee, Benedict Cumberbatch, Daniel Mays, Harriet Walter, Patrick Kennedy e Nonso Anozie.

Vou falar detalhes do filme: Fiquei impressionada com a não possibilidade de reparação dos erros, nem a amenização das conseqüências. Um erro grave, que poderia ser amenizado no futuro, mas que suas conseqüências só as agravam. A própria guerra dificulta toda a possibilidade de uma vida menos traumática. Mostra claramente o preconceito dos nobres ingleses com subalternos, atribuindo-os culpas que não lhe pertencem sem questionamentos e investigações. Minha mãe comentou que Desejo e Reparação mostra a imbecilidade da guerra, onde não há vencedores e rivalidades estúpidas como franceses maltratarem soldados ingleses mesmo estando do mesmo lado na guerra.


A fotografia de Seamus McGarvey é maravilhosa e as cenas da guerra impecáveis.
Desejo e Reparação ganhou Globo de Ouro de prêmio de Melhor Filme de Drama e Melhor Trilha Sonora de Dario Marianelli. Tem sete indicações ao Oscar: Melhor Filme, Melhor Atriz Coadjuvante (Saoirse Ronan), Melhor Roteiro Adaptado (Christopher Hampton), Direção de Arte, Fotografia, Figurinos e Trilha Sonora (Dario Marianelli).
Música do post e da trilha sonora: Claire de Lune - Debussy. É preciso clicar no play para ouvir, o Auto Play continua não funcionando.


Beijos,
Pedrita

10 comentários:

  1. Quero muito ver este filme. Eu me interessei por ele quando li uma reportagem sobre o filme. Preciso ir ao cinema!
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. estou louco para ver, assim como "O Caçador de Pipas". Mas outro dia fui ao cinema e acabei fazendo a besteira (e ponha besteira nisso) de assistir "Eu sou a lenda". Terrível. Eu apelidei de "Resident Evil parte 5" (rsrsrs). Bjão.

    ResponderExcluir
  3. ----Tati Ironic Mode on
    O que é cinema mesmo? :P
    ----Tati Ironic Mode off

    Parece ser bacana. Adoro filmes não-americanos. Eles sempre mostram as coisas sem aquele patriotismo chato.

    Vou ver assim que puder!

    ResponderExcluir
  4. Certamente, deve ser algo imperdível!
    Passe lá no meu blog e deixe seu comentário!!!

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  6. Oi, trata-se de um bom filme, mas pouco estou me lixando para o Oscar, pra falar a verdade. O seu comentário é preciso naquilo que se refere às qualidades das obra. Mas, ao contrário de você (ao que parece), vejo mais filmes no cinema do que em casa. Em média, vou ao cinema & centros culturais (CCBB etc.) duas vezes por semana. Um abraço.

    ResponderExcluir
  7. Oi Pedrita.

    Realmente o filme é muito bom. É interessante como um fato pode ser interpretado (tb de forma negativa) através de dois olhares diferentes.
    É importante pensarmos que isso acontece no nosso dia-a-dia. Aquilo que vimos nem sempre é o que parce ser. Temos que tomar cuidado com nossos atos e palavras pois elas geram consequencias ...

    Bjs.
    Elvira

    ResponderExcluir
  8. marion, vc vai gostar muito de desejo e reparação.

    ed, não tenho vontade de ver o caçador de pipas. tenho vontade de ver a lenda pela participação da alice braga, adoro essa atriz.

    tati, eu gosto de filmes de qualquer país.

    moacy, eu gosto da festa do oscar, me incomodo de acharem que é o maior premiação do cinema, é a maior premiação do cinema americano e a de maior divulgação mundial. o mesmo alarde exagerado que fazem com as eleições americanas e ignoram as de outros países.

    elvira, acho difícil querermos que uma menina, praticamente uma criança, ainda mais naquele período de maior inocência, tivesse consciência da dimensão dos seus atos. acho que para ela era somente mais uma vingança.

    ResponderExcluir
  9. Pedrita,

    Mesmo as pquenas vinganças podem levar a consequencias.

    ResponderExcluir
  10. Detesto tanto a Keira, mas o filme parece mesmo imperdível.

    ResponderExcluir

Bons comentários!