sábado, 19 de novembro de 2011

Endemoniada

Assisti Endemoniada (2010) de Chul-soo Jang no Max. Eu procurava um filme pra ver, estava com receio de ver esse porque sei que os filmes coreanos costumam ser muito contundentes. Esse é da Coreia do Sul. Alguns são de terror, mas sempre há muita denúncia social, e sabia que tinha que estar preparada se quisesse ver. Achei que estava e assisti, mas é muito mais contundente do que eu imaginava. Foi difícil ir até o final, é um grande filme, mas dificílimo. É o primeiro filme desse diretor.


Endemoniada fala principalmente de omissão. Começa em Seul com uma moça sendo espancada por três rapazes, no desespero ela pede ajuda a vários carros parados no trânsito, ninguém ajuda e ficamos sabendo depois que ela morreu espancada. Nossa protagonista mora em Seul, ela trabalha no mercado financeiro, é egoísta, é individualista. Quando acham melhor que ela se afaste do trabalho e tire férias ela retorna a ilha onde viveu na infância. Uma ilha com pessoas cruéis, machistas. Nossa protagonista continua no seu caminho omisso. É impressionante! Todas estão excelentes. Lindíssima a atriz principal  Seong-won Ji. Sua amiga é interpretada brilhantemente por Yeong-hie Seo. Essa atriz e Jeong-hak Park são praticamente os únicos que já atuaram em mais filmes, quase todos os outros só atuaram nesse. Outros do elenco são: Mon-ho Hwang, Min Je e Ji-Eun Lee.

Como no filme abaixo, Endemoniada fala muito das consequências de uma sociedade desigual, individualista e violenta. Ambos falam que violência gera violência. Assistindo aos dois é impossível ficar indiferente.

Esse trailer é muito violento.

Beijos,
Pedrita


10 comentários:

  1. Olá, Pedrita! Fiquei com vontade de ver esse filme. Sei muito pouco sobre a Coreia do Sul, não sabia sobre o machismo,fiquei curiosa. Quem sabe consigo numa locadora. Beijo e bom fim de semana cultural pra você

    ResponderExcluir
  2. ah, não sei se mudou faz tempo, só percebi agora mas adorei o fundo patchwork

    ResponderExcluir
  3. Estive com este filme na mão há duas semanas e fiquei em dúvida. Mas agora fiquei mais interessado. Mais uma boa dica da Pedrita.

    ResponderExcluir
  4. Não sou muito fã de filmes asiaticos ...

    Mas outro dia tava procurando algo pra assistir , e vi esse filme começando no max ...

    quando vi os olhos puxados fiquei meio em duvida , mas fiquei assistindo ...

    não me arrependo , o filme me surprendeu muito , e é um daqueles filmes que demora um tempo pra você esquecer ...

    Muito BOM !!!

    ResponderExcluir
  5. não ando com espirito para ver esse tipo de filme...ando so querendo dar risadas...

    ResponderExcluir
  6. anamaria, os filmes coreanos são recheados de denúncia social, mas são muito pesados. tb gostei bastante desse layout. obrigada.

    enaldo, acho q vc vai gostar, mas vá preparado pq é muito pesado.

    anonimo, eu gosto muito dos filmes coreanos, eles vão em lugares que poucos mexem e remexem. realmente demora muito pra esquecer, eu tive uma dificuldade enorme pra conseguir dormir depois tão impactada que fiquei.

    fatima, eu não ando conseguindo ver obras mais leves, estou em uma fase mais desiludida para ver alegria e principalmente falsa alegria.

    ResponderExcluir
  7. Pedrita, tb nao gosto deste tipo de filme porque eles sao fortes demais. Nem sempre tô pronto para assistir certos tipos de violencia.
    Nossa! O video é fortissimo!

    Bjao

    ResponderExcluir
  8. georgia, o vídeo é fortíssimo e tem bem pouco de tudo o q o filme aborda. não é fácil. mas eu acabo querendo ver e analisar os seres humanos.

    ResponderExcluir
  9. Ola Pedrita! Eu vi este filme hj, e o filme é bastante pesado mesmo, mas adorei me senti um pouco na pele, principalmente a parte onde a amiga nao faz nada para parar o sofrimento da amiga!! A direcao do filme é muito boa, eu pensava outra coisa sobre o desfecho...Mas legal recomendarei...Abracooo
    Valteir Magalhaes

    ResponderExcluir
  10. valteir, a omissão é uma doença.

    ResponderExcluir

Bons comentários!